Brasil Ride - Etapa 3 - Cross Country Rio de Contas

Adauto Belli, ex-deficiente visual! Agora ele acha que pode pilotar a tandem!


A modalidade prevista para hoje era o Cross Country. Um circuito pequeno, de cerca de 7km, bastante técnico, para ser cumprido em 05 voltas. Os 35km resultantes deveriam ser um presente, um descanso para nós atletas.
Não foi. O sol abriu, a temperatura subiu, e o caldeirão explodiu. Ao menos fiz as pazes com as cãimbras, que hoje não deram sinal de vida.


Percurso interessante, técnico, com uma subida violenta até uma capela no alto de um morro, com visão geral do vale e da cidade de Rio de Contas. Depois de passar por dentro da capela, com direito a altar montado, os atletas tinham tempo suficiente para agradecer e pedir proteção, antes de alçar voo morro abaixo, por um down hill nervoso em uma escadaria de pedra. Antes que pergunte, não era escada como normalmente pensamos, e sim uma trilha sobre pedras, de diferentes ângulos e alturas.
Dia de festa para quem desce bem. Dia de sofrimento para quem sobe pouco. Com pouco mais de 03 horas a maioria dos atletas que ainda continuam no páreo já tinham terminado. Depois de uma olhada superficial, creio que 50% das duplas inscritas já abandonaram a arena.

Várias boas notícias para o DF. Montoya e Catalão formam a melhor dupla da categoria Brasil. Abraão Azevedo e Paulete lideram a categoria Master. Confira o resultado no site do Brasil Ride.

Resultados: Brasil Ride

Comentários

Postagens mais visitadas